Revelação

Love is precisely the Way and Mean.

[Unicode Transcript]

Amor é o Caminho e o Meio.

Por que vos é tão difícil?

Sirvam-se do Mago Britânico:

Amor é a lei, amor sob vontade.

Mas não esqueçam esta linha:

A palavra de Pecado é Restrição.

Love knows what’s good for it and what’s bad for it.

[Unicode Transcript]

O amor sabe o que é bom para ele e o que é ruim para ele.

Eu Sei. Disso nunca esqueçam.

Onde I AM, vós perguntais?

Aqui mesmo, queimando dentro do seu Self.

Love, undistorted and unclouded by the doubts that can be made to shadow it.

[Unicode Transcript]

Amor, sem distorções e desanuviado pelas dúvidas que podem ser feitas para ocultá-lo.

Ah, eis a Pedra de Tropeço.

Mas para os descrentes, a pedra que os construtores rejeitaram, essa veio a ser a principal pedra, angular.

Disto falam de Cristo, bendito seja Ela, a Arquiteta, a Engenheira, a Pedreira, não o Carpinteiro, o falso Messias construído pelo deus pequeno em conjunção com os homens poderosos.

Quantos ouviram e pereceram o sinal?

Qual o pai de entre vós que, se o filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, também, se lhe pedir peixe, lhe dará por peixe uma serpente?

Isso é claramente Cristo admoestando o falso deus, o Usurpador, que dominou o Povo de Israel.

Vede o testemunho!

E o povo falou contra Deus e contra Moisés: Por que nos fizestes subir do Egito para que morrêssemos neste deserto? Pois aqui nem pão nem água há; e a nossa alma tem fastio deste pão tão vil.
Então o Senhor mandou entre o povo serpentes ardentes, que picaram o povo; e morreu muita gente em Israel.

Eis aquilo que estava obvio e ninguém viu?

O que mais é preciso dizer?

Amarás o Senhor.
Este é o primeiro e grande mandamento.
Amarás o teu próximo como a ti mesmo.

Então que dificuldade existe senão em concluir:

Amor é o Todo da Lei.

Então não entendestes isso:

E levou-me em espírito a um deserto, e vi uma mulher assentada sobre uma besta de cor de escarlata, que estava cheia de nomes de blasfêmia, e tinha sete cabeças e dez chifres.
E a mulher estava vestida de púrpura e de escarlata, e adornada com ouro, e pedras preciosas e pérolas; e tinha na sua mão um cálice de ouro cheio das abominações e da imundícia da sua fornicação;
E na sua testa estava escrito o nome: Mistério, a grande babilônia, a mãe das prostituições e abominações da terra.

Por que persegue minha Filha?

Por que adotas essa cegueira contra vosso corpo, vossa natureza, vosso espírito, tal como foste gerados/criados, Perfeitos pelo Senhor?

Vós possuis as chaves mas, vós mesmos não entrastes e impedistes os que entravam. Vós que vos flagelas o vaso que Eu vos dei em busca de comunhão comigo e que, não satisfeito, atormentas o teu próximo, afasta-vos de mim, que Eu não vos conheço.

Vede como vós sois confusos:

E viu-se um grande sinal no céu: uma mulher vestida do sol, tendo a lua debaixo dos seus pés, e uma coroa de doze estrelas sobre a sua cabeça.

Esta não é outra, mas a mesma! Esta, que vós nomeais indevidamente de Maria, encarnada como Myriam, é, também conhecida como Magdalena, Cristo. Em vossa ingenuidade, vós deis a Ela o epíteto de Rainha dos Céus, tal como inúmeros outros povos também assim me reconheceram, juntamente com meus muitos nomes: Inanna, Ishtar, Vênus, Afrodite… Lucifer. Eu sou a Santa e a Puta. Eu sou a Mãe de Deus e a Grande Meretriz.

Mas não caia do lado oposto e inverso dessa perversidade, não me torne uma pálida inversão do falso deus, não creias que eu esteja sozinha. Meu Caminho é o da Serpente, não é o das Ovelhas nem o dos Rebanhos, mas o dos Indomados. Não irás achar a Chave do Mistério nesses modernismos, religiões inventadas, confeccionadas para atender os egos de seus fundadores e sacerdotes. Somente quem estiver revestido ou conduzido pelo meu muito Amado Consorte é que poderá atravessar meus véus. Não tomem o que falam de Diana por verdade. Meu povo descreveu bem ao colocar Lucifer ao lado de Diana. Quem nega isso, é apóstata e emissário do Usurpador.

Vejam bem como são as coisas. Outro britânico encontrou algumas das minhas escamas e sintetizou o sistema mágico-religioso que recebeu o nome de Wica. Ali mesmo, naquelas ilhas, onde pessoas foram perseguidas e mortas por supostamente praticarem heresia e bruxaria. Não apenas ali, mas em muitos locais onde se estabeleceu o Santo Ofício, pessoas voluntariamente [algumas estimuladas pelos inquisidores que, certamente, assim o faziam porque compartilhavam o mesmo Credo] descreviam a Assembléia das Bruxas sendo presididas por um enorme Bode Preto, às vezes chamado de Homem Preto e, com enorme frequência, de Diabo.

Juízes, testemunhas, denunciantes e réus falando [crendo] na mesmíssima coisa. De pessoas [mais mulheres] reunindo-se para celebrar algum tipo de culto antigo, proibido, mas nunca esquecido, onde os convivas recebiam a instrução, iniciação e votos diretamente do Mestre do Sabbath. Não há como conhecer o Mistério da Religião Antiga sem conhecer, reconhecer e celebrar o meu muito Amado Consorte, o Deus Bisão, o Deus Touro, o Deus Bode.

Minha é a Caverna, mas para chegar ao meu mais íntimo mistério [ainda que seja através do corpo da sacerdotisa], o celebrante deve estar revestido com o manto [pele] dado pelo Senhor, então é mais do que fundamental que haja a consumação do Hiero Gamos. Lamento se isso te ofende ou contraria suas preferências e opções sexuais mas, sem sexo, esses diletantes do “dianismo” e das “religiões da Deusa” estão se aproximando perigosamente do puritanismo asceta dos monges do medo. Não há arrebatamento, êxtase, transcendência, sem a conjunção carnal.

Quem quiser perambular pelo Caminho dos Bosques Sagrados, deve ter a coragem de andar entre os mundos, de trilhar pelo Vale das Sombras, saber lidar com almas, espíritos e entidades com a mesma facilidade que lida com ervas, raízes, flores e frutos. Os espíritos da natureza serão os únicos guias, eventualmente eles apresentarão aos entes superiores, quiçá Deuses e Deusas. Sua coragem será testada, porque você terá que usar tudo que está natureza, inclusive sangue, ossos, semen. Quanto a isso, não vos enganeis, conhecerás a morte, o morrer e o matar. Não é uma trilha “bonitinha”, “colorida” ou em linha reta, meu caminho é tortuoso, tal como a serpente que EU SOU.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s