O Evangelho Segundo Mussarela

Segundo Evangelho dos Evangelhos de Genésio, traduzido do original Gospel of Cheesus, remasterizado por Kim Kardashian.

As formas mais corretas de escrita da palavra são muçarela e mozarela. Embora alguns dicionários aceitem a existência da palavra mussarela, esta palavra não consta no vocabulário ortográfico da Academia de Letras.

Os substantivos femininos muçarela e mozarela se referem a um queijo de origem italiana, feito com leite de búfala ou de vaca, esbranquiçado e arredondado, de consistência suave, muito utilizado em pizzas.

Mozarela e muçarela têm sua origem na palavra italiana mozzarella.

No caso de mozarela, a forma aportuguesada da palavra se manteve o mais próxima possível da palavra em italiano. No caso de muçarela, o duplo z da palavra italiana evoluiu para ç no aportuguesamento da palavra.

Pois tal se fez. Eu mesmo, nascido direto do leite da Grande Vaca. Colocado nas dobras de Gaia por capricho da Fortuna. Colocado à bordo da Gaivota Caolha por desígnios do Destino. Assim é a vida. Eu sei e conheço mais dessas coisas do divino do que muito padre, mas o capitão relegou-me a escrever o segundo livro da Revelação. Parmesão diz conhecer tudo de estrelas, mas ele não sabe que a Via Láctea, essa esteira de estrelas que marca a borda de nossa galáxia nos céus de Gaia, tem origem direta dos enormes seios da Grande Vaca.

Eu protestei veementemente ao capitão por esta preferência e tudo o que ele respondeu foi que o sal vem antes da pimenta. Do lugar de onde eu vim, onde a vaca é sagrada, o sal é a especiaria mais comum e popular e a pimenta é a especiaria aristocrática. Entre homens e especiarias não deveriam ter diferenças ou hierarquias, mas a palavra do capitão é lei, então eu me calo.

Do lugar de onde eu vim, as pessoas são divididas por castas. Eu sou um bucaneiro de baixa patente, minha condição entre os piratas é de ser muito popular. Do lugar de onde eu vim essa inversão é chamada de karma. Algo que uma boa pitada de sal [ou pimenta?] não pode resolver.

O caso é que Mozarela foi o nome om o qual eu fui batizado, por ser popular e comum. Parmesão assim é chamado por ser de Parma e um perfeito engomadinho. Nariz empinado, empertigado, prepotente, arrogante, janotinha, um convencido gorduroso. Parmesão é o nome que cai bem nele. Acha-se grande coisa por dizer saber ler as estrelas, mas dos segredos do Parnaso sei eu e outros segredos mais, que é melhor calar.

Como bom puxa saco, papagaio de pirata, Parmesão ladeava o capitão enquanto Genésio revirava os ingredientes dentro da cozinha, prometendo-nos a pizza de quatro queijos perfeita. Eu bem vi como o comandante trocou rapidamente de cena, quando Bunny Clide chamou pela vez dele. Nisso ele também se dá em grande conta, mas não há tripulante que estranha que a cortesã e bucaneira sempre gemia Mozarela na conclusão de seus serviços sempre requisitados. Eu não gosto de me gabar, mas eu sei como deixar uma mulher com água na boca.

Na época dos fatos, quando Genésio nos foi apresentado, eu fui o primeiro a ser alinhado como autor dessa paternidade. O que eu sei é que Parmesão se ralava todo em Bunny Clide e o capitão parecia estar tendo uma epifania. Coube a mim tentar segurar os ânimos mais exaltados que saltavam com sabre em mãos prontos a fatiar o gajo. Eu não poderia permitir tal ato, não que eu sentisse o peso da possível paternidade, mas nós seríamos expulsos do Parnaso que existe na Taberna do Macário. Isso e os olhos de Bunny Clide rogando para que protegesse sua prole.

A fuzarca cessou quando o capitão gritou eureca assim que pôs os olhos na providencial pizza, fresca e quente, recém-saída do forno. Parmesão parecia também ter saído recentemente do forno das coxas de Bunny Clide, mas não demorou em retomar seu posto ao lado do capitão, como se fosse uma carta de trunfo escondida na manga, alegando que tinha antevisto os sinais da Revelação, como bom mentiroso, falsário, vigarista e fingido que sempre foi.

Mal agradecidos. Os dois estariam fatiados como presunto se eu não segurasse a galera que, esfaimada, pulava na direção deles e da pizza. Foi então que eu vi o milagre. A pizza não diminuía nem acabava. As mãos avançavam, sem cessar, bocas e dentes mastigavam, mas a pizza não esmorecia. Havia algum poder presente para que tal prodígio se operasse então eu vi, nos olhando do fundo da taberna, a Santa Meretriz, colocando um dedo sobre os lábios de forma lasciva me pedindo silêncio, então eu me calo.

A pizza alimentou a todos, indistintamente, mas os tripulantes tiveram sede. A Santa Meretriz apontou para o Firmamento e eu vi, saindo do meio das nuvens, por cima da lua, a Grande Vaca dando poder a Genésio para transmutar água em cerveja, a melhor que tomamos em toda a nossas vidas. Empanturrados, os piratas entoaram a cantiga dos mares em homenagem a Genésio, chamando-o de Cheesus e capotaram no chão. Eu fui o único a resistir para que a Santa Meretriz sussurrasse em meu ouvido que eu era o escolhido da Deusa e o melhor do Parnaso estraria reservado para mim. As portas do Firmamento abriram-se e eu vi um grande numero de harens, com inúmeras coxas ansiando serem preenchidas com o meu recheio.

Sim, esta é a recompensa guardada aos que perseveram. Quando a Grande Vaca retornou ao Parnaso e a Santa Meretriz seguiu sua peregrinação pelo mundo, eu notei a ausência do Parmesão e da bolsa com os dobrões que seriam utilizados para pagar Joaquim e Manoel. Pouco depois os vigias, alvoroçados, anunciavam aquilo que o povo comum intuiu como inevitável. Os concorrentes estavam em conluio para nos prender, julgar e enforcar.

Desta forma se deu a Diáspora Bucaneira, o capitão nos conduziu pelos Sete Mares até o Monte das Rameiras, no Caribe, pelo curso que Parmesão nos traçou. Eu pressenti que seria inútil e inócuo fugir e nos escondermos. O populacho dava como favas contadas que nós seríamos em breve encontrados por um caçador de recompensas italiano a soldo das indústrias de alimentação.

A minha suspeita aumentou quando Parmesão deu a ideia de atirarmos ao mar, em garrafas de rum, os textos da Revelação. O capitão, entretido nas coxas de Anne Tiler, determinou que nós manteríamos nossos votos de confiança e camaradagem. Chamou Genésio para que se deitasse naquela cama e só depois disso foi decretado que nós seríamos crentes do Espaguete Voador e distribuiríamos a Boa Especiaria de Genésio para o mundo inteiro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s