Um coração na espada

– Saudações, senhoras e senhores! Começa hoje a fase das eliminatórias! Todas as partidas são decisivas e definitivas. As regras continuam as mesmas, porém os times somente estarão classificados para as oitavas de finais se eliminarem por inteiro cada uma das participantes do time adversário. Não é desarmando nem inabilitando ou ferindo com gravidade. Todas as lutas são até a morte. Boa sorte a todas!

A aparência e voz da apresentadora são joviais, alegres e enérgicas, mas o clima está carregado de sede sangue e de vontade assassina. Vinte times, perfazendo o total de 250 participantes distribuídas entre times de 4, 5 e 6. Caso tenha algum contabilista ou matemático na plateia, descubra qual a proporção da distribuição. Antevendo problemas, os organizadores não permitiram a presença de público no estádio. Aliás, até os árbitros e organizadores acompanharão tudo por monitores e robôs blindados. Bom, desnecessário dizer que foi uma boa decisão, pois as participantes não planejam segurar sua mão só porque pode atingir um inocente.

– Soul Society versos Night Riders!

As ceifadoras do mundo dos mortos em luta com garotas de colégio. Não parece ser uma luta equilibrada e justa, mas estas garotas são uma versão mundana das ceifadoras. Do lado das Night Riders temos uma pistoleira hábil, uma demolidora sagaz e uma interessante guerreira que usa fios… tecelã ou mestra de fantoche. As ceifadoras possuem katanas imbuídas de energia espiritual, lanças e arcos, mas eu não creio que lutar com Hollows as tenha preparado para tal conflito. Nem mesmo com o apoio de uma curadora foi suficiente… pobre Inoue Orihime… foi a primeira a ser atacada e a primeira a cair. O resultado parecia inevitável, mas mesmo assim Rukia enfrentou Akame até seu ultimo fôlego, mas a lança tem um enorme campo em branco e a espada, feito água, encontra seu caminho fatal.

– Puella Magica versos Zombie Hunters!

Eu sinto meu coração duplamente apertado. De um lado tem Kaname Madoka, de outro tem Saeko Busujima. Kaname tem seu arco mágico e suas parceiras têm rifles, lanças, cutelos e fitas. Saeko tem sua katana e suas parceiras têm granadas, bastões/canos, facas táticas e uma inusitada bazuca. O combate não dura muito tempo e eu espero que ninguém tenha percebido eu tirar Saeko do ringue no ultimo segundo antes do golpe final.

– M… me largue! Eu sei que eu posso ganhar!

– Busujima senpai, me perdoe, mas eu não posso permitir que continue.

– Du… Durak? Mas como?

– Aqui eu sou Erzebeth. Depois eu te explico. Agora tente descansar.

Ela geme abafadamente enquanto eu uso algumas das minhas habilidades proibidas para estancar o sangue e fechar as feridas mais graves. Sim, dói e arde, mas são esses recursos que vai mantê-la viva. Ela está desacordada, mas vai aguentar. Certamente ela vai querer me punir por ter interferido na luta, mas eu aguento essa bronca.

– Demon School versos Fate Night!

Meleca. Dois times fortes. Em ambos os lados são seres lendários e demoníacos. Rias de um lado, Arcturia do outro. Akeno e Koneko de um lado, Yllia e Kuro de outro. Se eu tentar interferir, sou eu quem pode se machucar sério. Meleca. Eu vou ter que usar 95% de minha força. E sem chamar muita atenção.

– Caros telespectadores, aguardem. Nós estamos passando por pequenos problemas técnicos. No entanto, nós podemos acompanhar o combate por uma simulação computadorizada.

– O… o que significa isso? Me largue! Eu sou Rias Gremori! Como você ousa me tirar da luta?

– Arquiduquesa, eu sei quem sois e Vosso pai me puniria severamente se eu não interferisse.

– Du… Durak… mas… como?

– Perdoe-me por minha grosseria, arquiduquesa, depois eu me explico. Agora eu tenho outras amigas a resgatar.

Eu dou várias investidas e vou levando uma a uma para fora do campo de visão dos sensores. A luta? Bom, eu providenciei alguns clones instantâneos que eu havia furtado da NERV. Todas se debatem bastante, mas aparentemente sossegam quando elas se dão conta do meu verdadeiro eu.

– Cavaleiro Negro, Durak, agora pode nos explicar o motivo de sua interferência em nossa luta?

– Sim, Rei… Rainha Arcturia. Está na hora de nós nos perguntarmos quais são os reais interesses dos organizadores. Por que as maiores e melhores mestras de armas nas artes marciais estão todas em um único local? Nós não temos motivo algum para lutarmos. Títulos, honras, glórias, riquezas. Nós temos todas essas coisas. Eu não podia ficar parada assistindo minhas melhores amigas morrendo. Eu sei que as vencedoras carregariam um enorme fardo, vergonha e culpa.

– I… isso é muito louvável e óbvio, mas e as outras participantes? A vida delas valia menos?

– De forma alguma, majestade. Mais adiante, vocês verão que eu improvisei um hospital de campanha, onde Rukia, Orihime, Saeko e outras estão se recuperando dos ferimentos.

– M… mas como? Eu tenho certeza de tê-las visto falecer no ringue!

– Clones sem alma, majestade.

– I… impossível! Eu não vi você se movimentar! E eu consigo acompanhar altas velocidades de combate!

– Eu não duvido, majestade, no entanto permita-me afirmar que mesmo Akeno não conseguiria acompanhar a minha velocidade máxima.

– [Arcturia e Akeno] I… impossível!

– Ahem… eu gostaria de testar isso… mas um outro dia, não aqui.

– Eu estou mais curiosa em saber como Durak virou Erzebeth. Eu estou decepcionada. Eu ouvi coisas muito interessantes sobre suas habilidades.

Apesar de eu ter conhecido primeiro o Clube de Pesquisa em Ocultismo da Academia Kuoh, foi ali que eu indiretamente notei a presença de Lucifer nos animes, mas tive contato com Ela apenas quando eu entrei na Sociedade.

– Caros telespectadores, nós conseguimos reestabelecer nossas comunicações. Com uma vitória apertada, segue para as oitava de finais a Fate Night!

Arcturia rola os olhos enquanto Rias solta faíscas pelos olhos. Pela simulação de computador, ela “venceu”. Eu as deixo para discutir os méritos de uma batalha decidida por simulação. Eu ainda tenho trabalho a fazer.

– Kurogumi Class versos Nerve Gear!

Oh, essa luta até valeria a pena assistir. Asuma lutando com Asuna. Nó no cérebro do otaku. As parceiras de Asuma totalizam doze, o que deixa uma sensação de marmelada, mas oficialmente os times que sobem ao ringue devem ter de 4 a 6 participantes, não há uma regra clara sobre candidatas substitutas. Kirito está uma graça como garota transgênero. Então nosso time não foi o único a usar tal expediente. E pelo transcorrer da batalha, eu não fui o único a questionar o real motivo desse torneio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s