A violência é condição da existência

Eu desperto com uma sensação boa e familiar e me deparo com Leila sugando avidamente minha haste enquanto as irmãs Matoi parecem tirar par ou impar para ver quem seria a próxima.

– Ma… mas o que significa isso?

– Ora, você não sabe que sêmen é o melhor desjejum? Proteína pura. Eu peguei a minha dose. Quem é a próxima?

– Eu! Depois a Satsuki.

– E você, Miralia, está servida?

– N… não… eu ainda não estou pronta para… isso.

– Não sabe o que está perdendo. Este é material de primeira.

– Hei, se você acabou, eu sou a próxima!

– [burp] Sirva-se.

Eu me sinto me esvaindo enquanto Satsuki suga ainda mais de minha essência.

– Três em um round. Impressionante, Erzebeth. Mas você tem que tomar seu desjejum. Como eu sou a outra hermafrodita do time, eu vou quebrar o seu galho e vou deixar você beber do meu. Está servida?

Leila mostra sua parte masculina dura e robusta, balançando de um lado a outro, me oferecendo como desjejum. Se eu ainda estivesse como homem heterossexual, eu ficaria ofendido. Mas como uma mulher transgênero eu sinto água na boca. Não deve ser novidade alguma que mulher gosta de fazer boquete.

A mente provinciana acha que o boquete é um sinal de submissão da mulher, mas é exatamente o contrário, o homem fica completamente frágil e indefeso, a mulher tem, literalmente, a vida dele na boca.

Sim, incorporado nessa personagem eu tenho os mesmos desejos e vontades de uma mulher e não resisto. A sensação de sentir aquilo quente e pulsando é realmente muito boa. Eu me sinto poderosa quando percebo aquilo contrair e jorrar. Minha fome é saciada com uma dose generosa e eu engulo tudo.

– Ufff… Erzebeth, você é a garota mais gulosa e safada do time.

Eu tive pena da Miralia, toda encolhida, servindo-se do desjejum servido pelos organizadores do evento. Mas eu, enquanto mulher, consegui superar a mim mesmo. Mal tivemos tempo de fazer a digestão e começaram a chamada para a classificação.

– Times, atenção! Esta é a rodada da classificação! Os times serão sorteados, sendo indiferente o numero de participantes. Caberá aos times sorteados decidirem como transcorrerá cada partida. Podem escolher um contra um, cabendo a conquista ao que completar primeiro quatro vitórias ou podem escolher time contra time, cabendo o sucesso ao time que permanecer no ringue.

Nós sentamos no setor com a mesma cor, o mesmo numero de ala e quarto. De onde nós estávamos, eu consigo contar cem times que, por minha avaliação, possuem vinte que são bons candidatos. A despeito disso, Leila estava excessivamente confiante.

– Mas que bando de perdedores. Vamos combinar assim? Eu calculo que teremos que lutar com cinco times para nos classificarmos, então sorteamos entre nós uma ordem e uma de nós arrasa o time adversário.

Exagero, pois a Fortuna costuma ser caprichosa e ela bem que poderia colocar um time forte contra o nosso. Nosso sorteio ficou nessa ordem: Miralia, Ryuko, Satsuki, Leila e eu [Erzebeth]. Aguardamos sermos chamadas e conforme as lutas aconteciam, eu quase fiquei tão entusiasmada quanto Leila. Enfim, fomos chamadas.

– Equipe Hunter versos Ligne Rose!

Miralia se apresenta para combater as seis integrantes da Equipe Hunter, que não se opõe ao acerto que arrumamos, confiando demais na vantagem numérica. Mal sentiram o que as atingiram, assim que soou o sinal. A plateia fica chocada com tamanha carnificina, o que é estranho e incoerente, mas seres vivos são assim. A existência de um ser vivo depende da consumação de outro ser vivo. Debaixo de toda essa nossa capa de cultura e civilização nós temos os mesmos instintos das criaturas selvagens. Nosso prurido e afetação social nos faz ser aversos à violência, mas no fundo nós gostamos e até sentimos prazer em ver e em sentira violência. A vida não é possível sem violência. A natureza é violenta. Somente nós, em nossa esquisita e dúbia moral, que vemos bem ou mal nas ações.

– Hah! Falei! Vai ser moleza!

Minha natureza costuma ser precavida, mas conforme os combates seguem, nós ficamos exaltadas. Os times bons, que vão dar trabalho, rapidamente foram classificados. Nós somente teríamos que pensar neles nas eliminatórias.

– Equipe Genkai versus Ligne Rose!

Ryuko encara as quarto integrantes que, depois de verem a nossa estreia, ficam em postura defensiva, algo completamente inútil contra Ryuko. Ao contrário de Miralia, Ryuko é do tipo ofensiva. Os maqueiros tem mais trabalho para retirar os pedaços do ringue. Eu começo a ficar contagiada com a excessiva animação do time.

– Equipe Alquimia versus Ligne Rose!

Satsuki tem um olhar frio e calculista, o que aumenta o temor visível das adversárias que, sabiamente, desistiram sem lutar, para decepção de Satsuki. Leila acena para ela que ela teria muitas oportunidades para alimentar a lâmina dela com sangue.

– Equipe Shinigami versus Ligne Rose!

Leila adora atenção e ficar debaixo dos holofotes. Ela não tem um pingo de tranquilidade, ela se posta, soberba, encarando as adversárias como se fossem seres inferiores. Até que esta equipe tem alguma honra e não se intimida. São cinco contra um e fazem o que podem, mas basta um simples comando de Leila e o báculo de Shiva apaga a existência da equipe em um vórtice de sombras. Eu devo ser a única que sabe como lidar com esse poder.

– Equipe Naruto versus Ligne Rose.

Eu respiro fundo e suspiro. As integrantes parecem todas kunoichis saídas do anime do Naruto. O sinal soa e todas começam a saltitar, dar volteios e fazer firulas sem graça e sem mira. São rápidas, sem dúvida, mas são muito óbvias. Eu me esquivo com facilidade e as deixo fazer o que quiserem até cansarem. O publico parece aguardar alguma ação minha, mas é desnecessário. As integrantes caem todas desmaiadas. A árbitra está embasbacada, então os organizadores passam um replay em velocidade 100 vezes menor para que o público pudesse ver meus golpes, discretos, porém precisos, em regiões de fluxo de chi.

O mesmo público que ficou chocado com a chacina de Miralia agora vaiava por que não tinha saído uma única gota de sangue e eu não tinha desembainhado minhas espadas. Bom, a regra do torneio não diz que nós temos que sacar as espadas e, tecnicamente falando, eu as “manipulei”, uma vez que elas estão bem presas nas bainhas atadas ao meu tronco.

– Senhoras e senhores, a rodada de classificação está encerrada. Parabéns aos times classificados! O Kyogo Buredo começará as eliminatórias daqui a três dias, até lá, os times poderão descansar, passear ou treinar.

Eu não gosto de me gabar, mas a minhas previsões acertaram. No fim da trade e início de noite, dos 100 times inscritos restaram 20 e eu calculo que pelo menos seis darão mais trabalho. Isso é o que menos importa para Leila. A forma como ela olha para mim adianta que eu não dormirei o suficiente esta noite também.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s