Os passeios de Leila

Eu estava cansado e paranoico depois de acabar a transcrição do diário de Gill. Eu fiquei com essa impressão de que as pessoas olhavam para mim com adagas nos olhos, mas não, eu continuo sendo mais um anônimo náufrago na multidão. Eu comecei a bolar algumas ideias que acabam aparecendo depois que eu vejo animes ou que tenho sonhos.

Se bem que fazer um conto com o ambiente de trabalho pode parecer preguiça, sobretudo se eu explorar a tensão sexual que pode acontecer entre um/a funcionário/a e seu/sua chefe. Se eu ficar no plano heterossexual, vão me acusar de ser sexista/machista e vão me acusar de coisa pior se eu for para o plano homossexual ou transgênero.

O que tem martelado minha cabeça é escrever um conto cross over com Akame Ga Kill e Akuma No Riddle, de preferência incluindo diversas outras espadachins de outros animes. Chame de fetiche, se quiser, mas como bom amante de anime e artes marciais eu amo personagens femininas espadachins.

Novamente acabei adormecendo na cama, quando eu senti um peso sobre mim. Eu abri os olhos e vi Gill e Riley, ambas com uniforme de bandeirantes, como da ultima vez. Gill parecia satisfeita e alegre enquanto Riley dava de ombros.

– O senhor conseguiu, senhor escriba! O senhor transcreveu meu diário!

– Eu fico feliz se você está feliz, Gill. Mas… por que esses uniformes de bandeirantes?

– Os uniformes vieram com um roteiro que nós recebemos. Nós viemos aqui para entregar a sua parte. Nós vamos contracenar novamente.

– O’Ley! Não estraga! Eu quero agradecer adequadamente ao senhor escriba!

– Eu não sei por que você me trouxe junto então. Durak, se prepare, porque você vai experimentar uma regalia que poucos sentiram e resistiram.

– O’Ley! Era para ser surpresa!

– Hei, eu estou aqui, podem me explicar?

– Gill descobriu como usar sua arma secreta.

– O’Ley!

– Arma… secreta?

– Sim… conte para ele, Gill.

– Senhor escriba, eu sei que meus seios não são como os da O’Ley, mas eu descobri que uma certa parte do meu corpo provoca uma reação positiva nos homens. Foi durante meus exercícios que eu descobri que eu posso melhorar o interesse masculino por mim se eu usar a minha bunda.

– A sua… bunda?

– Sim, ela mesma. Quando eu estive aqui da ultima vez e estava brava com o senhor, eu confirmei o potencial de minha bunda. O senhor fica excitado só de sentir meu bumbum pressionando seu berimbau.

– Acredite, Durak. Eu não consegui aguentar.

Foi assim que, sem mais nem menos, Gill usou a porta do fundo para me cavalgar. Ela gingava, girava, cavalgava e eu ia me segurando como podia, mas estava difícil, era uma tortura, para mim e para Riley, que mordiscava os lábios só de ver. De repente a Gill treme toda, cessa o bate-estaca e rola de lado, exausta e toda suada. Pela expressão de felicidade no rosto dela, ela chegou ao orgasmo múltiplo. Eu ganhei a luta, ou perdi, dependendo do ponto de vista.

– Uaaauu! Eu vejo, mas não acredito. Você é mesmo incrível, Durak. Mas é um desperdício deixar isso assim.

Segundo round com a Riley é demais. Eu até resisti o suficiente para conseguir colocar a mesma expressão de satisfação no rosto dela antes de perder a luta, ou ganhar, dependendo do ponto de vista. Quando recobrei a consciência quatro horas depois, elas tinham partido e deixado o roteiro, todo amassado e melado, em um canto da cama.

A letra nas folhas de caderno é de Leila e ela roteirizou o passeio que ela teve com as irmãs Matoi. Eu tenho um estalo e começa a surgir um roteiro onde eu posso encaixar uma cross over com diversas personagens femininas espadachins. Evidente que eu irei contracenar nesse teatro em minha identidade de Kobori Tadamasa.

Eu também tive boas ideias no tema local de trabalho, amor, relacionamento e sexo. Eu gostaria de trazer a Hellen, dos quadrinhos que eu faço. Não tem ninguém lendo mesmo, então eu não corro o risco de ser crucificado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s