Como esfolar um tigre

A população de Arendelle observava a cena que desenrolava em sua avenida central onde duas figuras tentavam acertar o passo, pois um era enorme e outro era pequeno. Harlaw estava acostumado a provocar atenção do público por suas roupas e etnia, mas pela primeira vez estava se sentindo embaraçado por causa de sua estatura.

– Hei, gênio, seu plano de nos misturarmos e passarmos despercebidos do público foi por água abaixo.

– Isso é digno de ser contado… um capitão de ferro com vergonha. Que tal uma aposta? Vamos perguntar a algum habitante local o que mais chama a atenção? Eu te dou cem coroas de ouro se disserem “anão”, mas eu ganho cem coroas de ouro se disserem “corsário”. Essa sua aparência de pirata dos mares chama atenção até no Caribe.

– Bah! Eu sou um lobo do mar, com orgulho. Nós não temos vidas cercadas de luxo e riqueza. Não é nada prático estar cheio de roupas e acessórios em um navio, então eu não trouxe nenhuma muda de roupa, gênio.

– Animo, corsário. Essa avenida não deve ser mais longa do que as estradas de Westeros. Mas você pode voltar ao seu navio e ao tédio se quiser.

– Nem pensar. Algo me diz que nós encontraremos um desafio e eu vivo para superar desafios. Minha espada clama por sangue.

– Ali em frente eu vejo alguns habitantes locais fazendo saudação para um figurão. Será este o emissário de Southerly?

– Meu olhar de águia está vendo um almofadinha bem parecido com você, então deve ser alguém importante do governo local.

– Neste caso, bico calado e deixe que eu falo com o almofadinha… saudações, caro senhor, saudações. Nós viemos de fora e procuramos o Grande Hotel Orloff e vimos a população local lhe direcionando apupos… o senhor deve ser uma pessoa muito importante, correto?

– Saudações… senhores… sim, eu sou Kristoff, o Primeiro Ministro e os senhores são?

– Oh, meus modos! Muito prazer, senhor Primeiro Ministro, eu sou Tyrion Lannister, o Conselheiro do rei Jeoffrey e este é nosso Ministro da Marinha, almirante Harlaw. Nós estamos aqui como emissários do reino de Westeros para estabelecer uma aliança com o reino de Arandelle, por isso nos foi recomendado nos hospedarmos no Grande Hotel Orloff, poderia ter a gentileza de indicar sua localização?

– Os senhores estão próximos. Siga por mais quatro quadras. O hotel é bem grande, vocês o avistarão. Enquanto os senhores se acomodam, eu vou no palácio providenciar uma audiência aos senhores. Até um contato futuro, eu recomendo que os senhores almocem no Fritz.

Tyrion fez uma firula e puxou Harlaw consigo na direção indicada na velocidade que suas curtas pernas conseguiam fazer e deram de frente com a frente do hotel, guarnecida com uma coluna que dispunha orgulhosamente seu nome e os prêmios que ganhou.

– Pelas barbas de Netuno! Isso é mais decorado do que uma nau capitânia!

– Eu estive em lugares melhores, mas se é aqui onde o Diabo se encontra, é aqui que devemos estabelecer nosso posto.

– Hei, gênio, tem duas garotas e um garoto olhando com bastante indiscrição em nossa direção.

– Mas… de novo com essa vergonha de ser visto pela população local?

– Bah! Esses são tão forasteiros quanto nós. Será que são espiões de outro reino?

– Tudo é possível nessa ocupação, meu caro capitão! Venha, vamos confronta-los, pois eu creio que nós possamos ter interesses em comum. Hei, garotos! Adiantem-se, aproximem-se, pois nós somos servos do mesmo senhor.

Harlaw manteve sua mão no cabo da espada enquanto Tyrion encarava o grupo com indiferença. O garoto é alto e franzino, cabelos pretos e inseguro, pois seguia bem detrás. As garotas iam na frente, uma tinha belos e longos cabelos vermelhos e outra tinha cabelos curtos e azuis. A ruiva adiantou-se e foi tratando com Tyrion.

– Boa tarde, senhor. Eu sou Asuka Langley e vim em nome da NERV para criar uma aliança de Arendelle com o Japão e vocês, quem são?

– Tyrion Lannister, Conselheiro Real do rei Jeoffrey, do reino de Westeros, em companhia de nosso Ministro da Marinha, almirante Harlaw. Nós também temos… negócios a tratar com a rainha.

– Um anão e um corsário, os comandantes do batalhão que tentou, desastrosamente, invadir e tomar Arendelle. Vocês não tem ideia onde estão se metendo.

– Har! Garotinha de cabelos azuis sabe muito não é? Vejamos se é tão esperta quando eu te espetar em minha espada!

– Meu nome é Rei Ayanami, Harlaw Greyjoy. E esse seu canivete não pode me ferir.

– Falem baixo! Durak pode nos ouvir…

– E quem seria esse? Meu caro garoto…

– Shinji Hikari. Eu sou Shinji. E nós estamos aqui provavelmente com o mesmo objetivo, que é imobilizar Durak, o emissário da Sociedade Zvezda, o metahumano. Nós o conhecemos… em outras de nossas missões e Rei está certa, vocês não tem ideia do que estão enfrentando.

– Hah! Acham mesmo que alguma coisa consegue fazer frente ao tiro dos canhões de nossos navios de ferro? Digam onde eu posso encontrar esse tal de Durak e verão como eu o estripo feito camarão!

– Cale-se Harlaw! Agora não é momento para farolagem! Estas pessoas tem vantagem sobre nós de conhecer o alvo, vamos ouvi-los. Talvez nós possamos trabalhar em conjunto para benefício mutuo.

– Não há coisa alguma que possam nos oferecer em troca, anão. Nem o seu corsário com todos os navios que tiver em seu comando. Eu sou a única que poderia enfrentar Durak de igual para igual.

– Eu não duvido de sua capacidade, senhorita, mas o caso é que estamos aqui e, sem saber coisa alguma, sem poder fazer coisa alguma, o fato é que nós seremos atingidos caso enfrentem esse tal de Durak aqui e agora. Sua organização… a NERV… não vai gostar de ter casualidades civis, tampouco gerar um problema diplomático se casualmente nós falecermos devido a uma operação precipitada.

– Vocês não conhecem a NERV…

– Mas nós sabemos que a rainha tem a capacidade de controlar o gelo e eu venho de um reino que lida com esse tipo de criatura todos os dias. Este tal de Durak deve ter vindo com esse mesmo propósito, visando usar o poder da rainha em favor da Sociedade Zvezda.

– Muito sagaz de sua parte, anão.

– Eu vou falar com major Misato. Afinal, eu sou a comandante aqui.

– Só em seus sonhos, cabeça de fogo.

– Cai dentro, garota melancólica!

– Hei, nós devíamos estar trabalhando em cooperação!

– Cala a boca, Shinji! [Rei e Asuka]

– Ahem… eu sei que vocês tem uma missão importante, mas como eu sou a parte mais sensível presente, eu me ofereço para ser a isca para pegar o tigre e vocês o esfolam.

Shinji congela no lugar, embasbacado, Asuka olha Tyrion com desprezo e Rei começa a rir. Harlaw dá de ombros e guarda a espada na bainha. Está tudo nas mãos da Fortuna.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s