Na terra do sol nascente

Erich, com ajuda de Itsuka, fez com que Gorgo e Mabel embarcassem em sua aeronave, um veículo que conseguia desenvolver velocidade supersônica e deslizava pela estratosfera com sua fuselagem multicolorida que parecia ser feita de escamas.

A aeronave elevou-se rapidamente até a altura de cem mil pés, deslocando-se verticalmente, sem que seus ocupantes sequer sentissem seu movimento. Arremetendo na direção leste, a aeronave alcança sua velocidade máxima, embora a impressão para os passageiros fosse de que estava parada.

– Para onde nós vamos, papai?

– Nós vamos ao Japão, Tóquio, distrito de Udogawa.

– Nós estamos indo para sua casa, senhora Itsuka?

– Para nossa casa e quartel. Vocês serão orgulhosos soldados da Sociedade Zvezda assim que fizerem seu juramento à nossa amada líder.

– Como ela é?

– Ahhh… minha Kate é absolutamente liiindaa…

– Você a conheceu papai?

– Sim, Itsuka me apresentou a ela. Eu ficaria de joelhos diante dela, se eu os tivesse.

– Então ela é muito poderosa!

– Sem dúvida, minha princesa. Fantomas não é páreo para ela.

– Eu estou receosa… senhora Itsuka, será que ela vai gostar de mim?

– Claro que sim, Mabel. Ela está aguardando ansiosamente a sua chegada e a de Gorgo.

– Como que a senhora a conheceu?

– Eu a conheci quando eu ainda era criança. Eu e meu pai estávamos fugindo da Máfia Rússia quando ela nos protegeu e esmagou nossos inimigos. Ela nos levou para a Sociedade, onde conhecemos Natasha Hamawa. Depois vieram Yasu, trazido por influência de meu pai e o Asuta.

– Por que a Sociedade Zvezda tem interesse em nós?

– Nós acompanhamos o Erich e Gorgo enquanto estavam na organização. Nós notamos o potencial de Erich e Fantomas. Depois que conquistamos o Japão, nós estávamos tentando englobar a organização quando a torre caiu e a organização implodiu em pedaços. Nossa amada líder, mesmo assim, manteve seu interesse em resgatar Erich, o que eu fiz. Infelizmente eu não tinha achado Gorgo e ainda não sabia de sua existência Mabel, mas Kate… nossa amada líder nos tranquilizou quando nos disse que tudo estava sendo providenciado.

– De vez em quando você fala de nossa futura amada líder com carinho… a senhora está apaixonada por ela?

– Quêêê? Você é bem rápida, precisa e afiada não? Quando você a conhecer, também ficará apaixonada.

– O que ainda eu não entendi é por que ou como nós podemos ser interessantes a uma entidade tão poderosa.

– Você, pelo visto, é descrente, Gorgo. Existe poder em todos os seres vivos. Alguns colaboram, outros competem. Nenhum ser existente consegue viver isolado e nenhum ser existente tem poder ilimitado ou supremo. Os Deuses guerrearam em uma época anterior unicamente por discordarem da formação da humanidade. Nós somos filhos e filhas dos Deuses, nós somos espíritos presos nesse mundo, confinados em corpos carnais. Nossa missão, nosso objetivo, é conciliar corpo e espírito, ressacralizar esse mundo. Não há separação ou conflito entre o mundo e o divino, entre a carne e o espírito. Nós vivemos em um mundo com sofrimento e dor unicamente por nossa própria e exclusiva responsabilidade.

– Itsuka?! Você não está estragando o meu discurso, está?

Um equipamento emite uma imagem holográfica em três dimensões diante dos tripulantes da aeronave. Mabel vê uma garota, aparentemente um pouco mais nova do que ela, com fartos cabelos acinzentados, vívidos olhos rubros e usando uma roupa comum.

– Ka… kate! Não, por favor! Não é a hora certa para eles te verem! Eles ainda não estão preparados!

– Eu tenho certeza de que você deve estar curtindo muito fazer o papel de irmã mais velha, mas eu não gosto de esperar. Erich, por favor, nos apresente.

– Com imenso prazer. Gorgo, Mabel, meus filhos, esta é nossa amada líder, Venera sama.

– Muito prazer em conhece-la Kate… Venera sama. Eu sou Mabel.

– Eu estou feliz em te conhecer, Vorobey. Este é o seu nome de batalha, use-o com orgulho.

– Qual o nome do meu papai?

– Você pode chama-lo de Kiska.

– Que nome você vai dar para Gorgo?

– Eu estou em dúvida… Akula ou Lichinka?

Todos começam a rir, mas Gorgo fica amuado. Mabel olha para Itsuka e acena para ela. Com uma piscadela e fazendo sinal de positivo, ela concordou com Itsuka, ela estava apaixonada por Kate.

– Que bom que todos estão animados. Professor Um deixou tudo preparado. Durak irá conduzi-los até nossa Câmara Ardente. Itsuka, cuide para que nossos… instrumentos… estejam dispostos e preparados para ativar nossa arma mais poderosa.

– Ai que raiva… Kate está lá no quartel com aquele… Durak… sozinha… só eu posso tocar naquele corpo!

– Quem é esse Durak?

– Um imbecil qualquer que diz ser escritor. Ele é apaixonado pela minha Kate.

– Você é bem ciumenta hem? Eu também estou apaixonada por Kate… mas eu não quero te contrariar e nem quero ser sua adversária… mesmo com ciúmes, nós podemos ser amigas?

Itsuka tenta manter uma expressão séria enquanto olha para Mabel, mas não consegue. Mabel é adorável. Kate é adorável. Kate não vai se importar se ela “adotar” a Mabel. Em troca, ela não vai ficar com ciúmes quando Mabel estiver com Kate. Serão três amigas curtindo um triângulo amoroso. Uma solução genial que deixou Itsuka excitada enquanto fantasiava de como seria o corpo de Mabel.

– Comandante Plamya sama… se for do seu interesse, utilize meus aposentos para… conversar… privadamente com Mabel. Assim eu aproveito para falar com Gorgo.

– Aham… muito bem, Kiska, eu aceito sua oferta. Eu irei… passar alguns comandos especiais para Vorobey. Aproveite para… destravar esse instrumento ou eu mesma o descartarei.

Itsuka e Mabel vão alegremente pelos corredores da aeronave em direção dos aposentos de Erich. Sem saber muito bem o porquê, Gorgo está acanhado, envergonhado e cheio de ciúmes.

– Você queria saber, Gorgo, se era capaz de amar alguém… e eis você, se mordendo de ciúmes por causa da Mabel. Você disse que me admirava, mas eis você, com uma oportunidade de demonstrar o que sente por mim, mas está acanhado e envergonhado… se eu não te amasse, eu ficaria com raiva de você, mas você precisa quebrar esses seus bloqueios. Não tenha medo. Aproxime-se de mim. Deixe o sentimento fluir. Expresse-se. Eu estou bem aqui. Eu não vou te machucar, eu não vou te rejeitar, eu não vou te julgar. Eu apenas vou te amar incondicionalmente. Eu vou aceitar o amor que tiver por mim.

– Doutor… Erich… eu sempre tive curiosidade em saber qual é sua aparência debaixo daquele capuz, como é seu corpo debaixo daquele uniforme pesado. Deixe-me ver o que está debaixo destes véus que eu sinto que eu vou poder superar meus medos e receios.

– Muito justo, Gorgo. Eu devia ter feito isso há muito tempo. Eu farei melhor do que tirar minhas roupas. Eu te mostrarei minha forma verdadeira.

O corpo humano aleijado que estava sentado na cadeira de rodas rasgou-se, como se fosse um trapo, um casulo, brotando luz de seu interior e, do meio da luz, Erich mostra sua verdadeira forma: Erich é um dragão fêmea. Cheio de emoção e felicidade, Gorgo consegue, enfim, demonstrar todo o amor que tem por Erich.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s