Nossa Senhora do Arouche – IV

Ou a Encenação do Gênero.

Terceiro Ato – Missão

Cenário: Escola.

Personagens: Professora, Beatriz e NSA.

P: – Dona Beatriz, nós precisamos falar sobre sua filha.

B: – O que tem mei filhu?

P: – Hã… dona Beatriz, sua filha tem apresentado um comportamento estranho. Tem vezes que ela se veste como menino e age como menino. Isso confunde a cabeça das outras crianças.

NSA: – Pois nenhum des minhes amigus reclamam. Les confusus são les professeurs. Ilus só falam de histórias de grandes homens. Por acaso estes grandes homens nasceram por partenogênese? Então deveriam falar nas mulheres que os pariram. Por que les professeurs não falam coisa alguma sobre as grandes mulheres? Por que les professeurs não falam sobre les grans intersexuels da história? Nosotres existimos, mas les professeurs não contam.

P: – Viu só, dona Beatriz? Sua filha inventou essa linguagem esquisita, incompreensível e fica discursando na escola sobre o gênero ser algo culturalmente construído, não como destino ou fatalidade natural.

B: – Eu vejo an professeur despreparade. O que você acredita que é ser mulher foi aprendido, imitando sua mãe, vendo outras mulheres, sendo condicionada por parentes, familiares, conhecidos, professores. Você não aprendeu que há diferença entre sexo e gênero. Você nunca viu uma pessoa intersexual. Você nunca aprendeu que nós formamos nossa cultura e linguagem.

P: – Dona Beatriz, isso é um absurdo. Todo mundo sabe que só existe menino e menina. Todo mundo sabe que cada qual nasce assim. Isso que a senhora e sua filha dizem não passa de bobagem feminista marxista, querendo impor uma ideologia de gênero.

NSA: – Deixa para lá, mamis. This professeur somente irá superar a programação se elu ver por si mesme o que eu sou.

Beatriz faz com que a professora se aproxime de Nossa Senhora do Arouche. Elu abre seu manto púrpura e seu corpo inteiro emite uma luz. A professora tem uma revelação e cai de joelhos, tornando-se a primeira seguidora delu. Alguém filmou a epifania e publicou em um conhecido portal de vídeos. O sucesso foi tão estrondoso que chamou a atenção dos meios de comunicação tradicionais. Não demorou para que as emissoras de televisão iniciasse o linchamento midiático. Um dos muitos programas de auditórios de uma emissora conservadora convidou Nossa Senhora do Arouche para participar de seu programa.

Cenário: Estúdio de televisão.

Personagens: Apresentadora, Pastor, Padre, Psicólogo, Médico, Geneticista e NSA.

Ap: – Boa noite a todos os telespectadores do Programa Alpinista Social. Esta noite nós recebemos o Reverendo Salafrário, o Padre Papanjo, o Psicólogo Chicaneiro, o Médico Butcher, o Geneticista Paraguaio e aquela que tem se apresentado como Nossa Senhora do Arouche. Quem é ela? O que é ela? Fraude ou verdade? Saiba dos fatos e decida!

[Aplausos da platéia]

Ap: – Boa noite, Reverendo Salafrário e obrigada por estar aqui conosco.

RS: – Boa noite, Alpinista Social e agradeço o convite. Eu espero poder desmascarar essa fraude, esse agente do marxismo cultural, que quer destruir nosso país, nossas famílias e nossa fé em Deus.

Ap: – Boa noite, Padre Papanjo e obrigada por estar aqui conosco.

PP: – Boa noite, Alpinista Social e agradeço o convite. Hoje eu vou explicar aos telespectadores o que se esconde atrás dessa “ideologia de gênero” que estão querendo nos impor.

Ap: – Boa noite, Psicóloga Chicaneiro e obrigada por estar aqui conosco.

PC: – Boa noite, Alpinista Social e agradeço o convite. Se você me permitir, no fim do programa eu gostaria de divulgar nosso trabalho cristão voltado para ajudar a pessoas homossexuais.

Ap: Será um prazer. Boa noite, Médico Butcher e obrigada por estar aqui conosco.

MB: – Boa noite, Alpinista Social e agradeço o convite. Eu trouxe laudos médicos que vão provar que não existem pessoas intersexuais.

Ap: – Sempre é bom ouvir um especialista. Boa noite, Geneticista Paraguaio e obrigada por estar aqui conosco.

GP: – Buenas noches, Alpinista Social e gracias por tu llamado. Aquí tengo pruebas de que todas las personas tienen sólo dos cromosomas sexuales, por lo que sólo dos géneros.

Ap: – O público irá querer saber, mas este programa também dará a chance para que essa garota que se apresenta como Nossa Senhora do Arouche possa expor seu lado. Boa noite, Nossa Senhora do Arouche e obrigada por estar aqui conosco.

NSA: – Boa noite, Alpinista Social e agradeço o convite. Eu vou avisando ao telespectador que, para cada suposto argumento e prova, eu tenho dez argumentos e provas.

RS: – Mentiras, falácias. Aqui nós temos dois profissionais da área médica, um psicólogo e dois homens de Deus que vão desmascarar essa fraude.

NSA: – Fraude que o senhor conhece bem. Como está o seu processo por estelionato, Salafrário? Ou o senhor prefere explicar para o telespectador o seu flagrante, gastando dinheiro de sua igreja, com três transexuais, em uma boate LGBT?

RS: – Isso são apenas calúnias. Isso será esclarecido no tribunal.

PP: – Esta é uma típica estratégia do marxismo cultural. Na falta de provas ou evidências, desvia o assunto para outra coisa. Mas o telespectador saberá combater essa perigosa imposição da ideologia de gênero.

NSA: – Desviar do assunto é algo que o senhor conhece bem. Como está o seu processo por abuso sexual de menores, Papanjo? Ou o senhor prefere explicar por que afirmar que existem apenas dois gêneros não é uma ideologia de gênero?

PP: – Absurdo! Eu sou a vítima! Foi uma armação! Aqueles jovens sabiam muito bem o que faziam! Quanto aos gêneros, eu sou o representante do Vaticano e a opinião da Igreja é infalível!

PC: – Esse é um caso típico de projeção. Essa garota deve ter problemas de aceitar a Deus e a forma como Ele a criou, então ela tenta projetar nos outros seus próprios defeitos. Ela certamente teve algum trauma na infância e tenta compensar isso colocando esses homens de Deus no nível dela.

NSA: – Trauma de infância é algo que a senhora conhece bem. Quantas cirurgias e plásticas a senhora passou? Tudo para se adequar a um padrão de beleza idealizado pela sociedade. Você deve ter sofrido muito bullying na infância e na adolescência. Não é de estranhar que a senhora não veja qualquer problema ético ou moral em sua suposta terapia cristã para homossexuais. Sua licença de psicóloga não foi cassada?

PC: – Isso é cerceamento da liberdade de expressão, cerceamento da liberdade religiosa. Todos os procedimentos que eu fiz foram feito por questões de saúde. Algo que meu instituto oferece para todas as pessoas que quiserem ter uma vida conforme o plano de Deus.

MB: – Saúde é algo que eu também me interesso. Eu sou médico formado há muitos anos e consultei muitos de meus colegas. Não há nenhum trabalho acadêmico, exame laboratorial ou caso clínico que fale sobre a existência de pessoas intersexuais. O que essa garota diz simplesmente não existe.

NSA: – Entretanto nós existimos, mas médicos como o senhor tem nos tratado como aberrações ou como portadores de uma patologia, nos conduzindo para cirurgias de redesignação sexual enquanto nós ainda éramos bebê. Ou o senhor quer explicar para o telespectador todos os procedimentos cirúrgicos ilegais e desnecessários que o senhor faz em sua clínica clandestina?

MB: – Não existe qualquer prova ou evidência disso! São apenas calúnias e difamações! Eu tenho centenas de clientes que podem atestar meu profissionalismo!

GP: – Jo conoco Butcher. Nosotros nos encontramos en un congresso de medicina, biologia e genética. Hablamos mucho sobre la incongruência de hablar de personas intersexuales.

NSA: – Deve ter sido um encontro memorável, com centenas de médicos e geneticistas formados em faculdades de fundo de quintal. Ou o senhor prefere explicar ao telespectador porque seu diploma ainda não foi reconhecido ou averbado aqui no Brasil?

GP: – Eso és calunia. Mi diploma ainda está em analise por questiones técnicas e burocráticas. La justicia será hecha.

Ap: – Nossa, mas que situação. Alô, produção, eu pensei que os convidados fossem pessoas íntegras acima de qualquer suspeita. Vocês estão querendo me queimar?

NSA: – Infelizmente, Alpinista Social, você está sendo manipulada para que seus patrões exponham sua ideologia conservadora, obsoleta e arcaica. Você não pode reclamar muito, afinal, você se tornou apresentadora exatamente por saber fazer o que o patrão manda. Você conquistou seu espaço na televisão porque transou com as pessoas certas, não que eu seja contra, mas você mantém uma fachada de moralista que não convence a pessoa alguma. Olha, eu deixo com sua produção todo o material que eu tenho para divulgarem aos poucos. Para esta noite, para provar que o que eu digo é verdade, tudo que eu tenho que fazer é mostrar ao telespectador todo meu brilho fabuloso.

Nossa Senhora do Arouche levanta da poltrona, abre seu manto púrpura e milhões de telespectadores automaticamente se tornam devotos da Santa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s