O presente especial [bônus]

O aniversário de Carla passou sem mais consequências. Os dias também foram passando, Letícia fez aniversário, Vânia fez aniversário. Eu comecei a sentir estresse quando foi a minha vez. Eu estava me aproximando da idade dos “enta”. Quanto mais próximo meu aniversário ficava, mais eu sentia como se as pessoas lançassem adagas dos olhos. Passar da meia-idade, em boa forma e com alguma cultura deve ser crime nessa sociedade medíocre.

– Oi amor. Eu e Letícia combinamos fazer um churrasco em casa para comemorar seu aniversário. Nós encomendamos um bolo de prestígio, que tal?

– Está ótimo. Eu espero apenas que me deem algo que eu goste. Eu estou cansado de ganhar roupa.

– Ah isso é com a Letícia. O que você quer ganhar?

– Seria demais pedir para ganhar uma garrafa de vinho ou uísque?

– Pede para a Letícia quando ela ligar. Pedro vai trazer as cervejas que você gosta.

– Só falta meus sobrinhos ligarem para mim.

– E eles vão ligar. Tenha fé.

Vânia desliga e eu retorno ao serviço. Como é de praxe, eu pedi ao meu chefe para ter folga no meu aniversário. No escritório, meus colegas parecem conspirar algo, mas há tempos eu percebi que aqui eu não tenho amigos, apenas conhecidos. Embora eu acredite em minhas ideias e as defenda, eu aceitei que eu vivo em uma sociedade extremamente conservadora, careta, recalcada e frustrada. Por mais que eu queira e sonhe, nenhuma de minhas colegas irá gostar de mim como eu gosto delas.

– Oi Léo. Eu gostaria de falar com você. Em particular.

Sheila trabalha com Leonardo há quase 15 anos. Leonardo chegou a escrever um texto de ficção envolvendo ele e ela, mas trocando os nomes, ou ao menos como ele gostaria que fosse possível. Como Leonardo parou de sonhar e acreditar que o mundo e as pessoas possam efetivamente melhorar, ele aceitou conversar com Sheila em particular, imaginando que fosse algo relativo ao serviço.

– Eu li o seu texto. Sobre nós.

– Leu? Olha, não fique ofendida. O texto é apenas uma ficção.

– Não, tudo bem. Eu gostei. Fez com que eu pensasse. Eu conclui que você está certo. Se você ainda pensa e sente isso, se ainda acredita nesse sonho, se realmente isso tudo tem algum significado para você, eu gostaria de tentar. Ligue para mim. Vamos combinar.

Leonardo ainda estava abalado com essa mudança repentina quando seu celular tocou e apareceu o numero da Letícia no visor.

– E aí, cunhadão! Vai entrar para o time dos “enta” hem? Precisamos comemorar esse dia tão especial. O que você quer ganhar de presente?

– Se não for pedir demais, eu gostaria de ganhar uma garrafa de cerveja importada, ou de vinho, ou uísque.

– Só isso? Que decepção, cunhado! Você que escreve e fala tanta coisa, pede para mim só isso de presente?

– Eu bem que gostaria de falar, mas eu lembro bem do que aconteceu da ultima vez que eu expressei para você o que eu sentia e queria.

– Ai, credo, Léo! Isso foi há vários anos atrás. As pessoas mudam de opinião, sabia? Aliás, eu deveria é ficar chateada por que você fez com a Carlinha o que deveria ter feito comigo.

– Como é que é?

– A Carla contou tudo. Ela é bem mais desenvolvida, madura e evoluída do que eu. Ela disse que ela quem tomou a iniciativa. Se eu perdi o prato, é por que eu fui fresca. Mas nunca é tarde, certo? Mas eu só vou fazer algo se você me pedir de presente.

Leonardo achou que estava sonhando ou sob o efeito de substâncias alucinógenas, mas fez o pedido, tal como ele havia feito quando era noivo de Vânia, mas paquerava Letícia. Seria possível que Leonardo poderia realizar seus sonhos, seria possível que o mundo e a humanidade tivessem evoluído?

No seu mês de aniversário, Leonardo pode expressar seus sentimentos, desejos, sonhos com total liberdade. Melhor ainda, ele foi compreendido e correspondido. Ele fez amor com Sheila, com Letícia e mais uma vez com a Carla. Ele ainda sentia as pessoas lançarem adagas pelos olhos, mas agora isso não importava.

Obs: este texto é o presente que eu estou me dando para meu jubileu, para meus cinquenta anos. Eu espero que os Deuses queiram realizar meus sonhos, desejos e projetos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s