Joaquim não é Manoel

O Brasil comemora no dia 21 de abril o Dia de Tiradentes, o chamado Mártir da Independência. A figura do alferes Jose Joaquim da Silva Xavier foi mitificada e santificada apenas quando o Brasil se tornou uma República. Ficou a imagem de santo, pouco sobrou da identidade humana.

A história da Inconfidência Mineira tem um histórico próprio que se confunde com a Independência do Brasil. Joaquim viveu durante a Monarquia Portuguesa, tinha o posto de alferes na Cavalaria, mas também foi dentista, mascate e minerador. Como todo mineiro e proprietário de minas, ele ficou descontente com a constante taxação da Coroa Portuguesa à produção mineira. Não demorou para que surgisse um movimento em Minas Gerais, não visando a independência do Brasil, nem a proclamação da república, mas sim garantir que a riqueza extraída da terra ficasse nas mãos dos proprietários das minas. Mas a Coroa precisava de um bode expiatório e a República precisava de um mártir.

Joaquim não era proletário, não era republicano, não era contra a Coroa Portuguesa. Mas achou que a proposta era a única forma de poder acumular aquilo que ele achava seu direito.

Um filósofo politico havia dito que os fins justificam os meios. Resguardada as dimensões, a Revolução Francesa foi uma revolução feita por um grupo que viu na revolução um meio para melhorar seus direitos e ganhar mais dinheiro, não foi uma revolução para todos os franceses, tampouco uma revolução para melhorar o governo vigente ou para fornecer condições melhores de vida a toda à humanidade.

Nem mesmo a ideia de direito comum nasceu nessa revolução, muito antes, na Grã Bretanha, nobres fizeram o Rei João assinar a Magna Carta, diminuindo o poder do rei e garantindo o direito dos nobres, mas a ideia de que existem leis e direitos universais para todo ser humano começou ali.

A luta pela liberdade e por uma vida melhor é ainda mais antiga. Roma dobrou-se diante da revolta dos escravos liderada por Spartacus. Ainda que no final Spartacus tenha sido capturado e seus companheiros tenham sido crucificados com ele, foi exatamente uma seita adotada por escravos que depois derrubaria o Império Romano.

A nobreza e a aristocracia teve que ceder espaço a um novo poder, potencializado pela influência econômica e financeira que detém, os chamados burgueses, os mesmos que tomaram o lugar da nobreza e da aristocracia, como elite do sistema eles reprimem o direito que pertence a todos.

Se vivesse nos tempos de hoje, Joaquim certamente estaria como muitos brasileiros, querendo garantir seus privilégios, indecentemente pagos pelo trabalho de muitos. Joaquim estaria na internet, divulgando noticias tendenciosas de uma Mídia dominada por pessoas iguais a ele. Joaquim estaria distorcendo e manipulando informações para instigar a indignação e a revolta popular, contra um bode expiatório, desviando a atenção do público dos reais adversários. Joaquim iria publicar em redes sociais as análises e críticas de gente que não é da gente dele, mas quer ser, então se presta a servir de moleque de recado dessa elite. Joaquim iria apoiar as leis e iniciativas, retrógradas, conservadoras e patronais, que temos visto sendo discutidas no Congresso. Joaquim iria destilar a mesma retórica fascista contra qualquer ideia e ideal de justiça social, utilizando o mesmo jargão reacionário que cansativamente lemos nos principais jornais e revistas. Joaquim não seria enforcado, mas certamente estaria assistindo ao enforcamento do Manoel, acusado e condenado, como ele o fora, por simplesmente querer algo, mas não apenas para si ou para poucos, mas para todos.

Anúncios

Uma ideia sobre “Joaquim não é Manoel

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s