O controle politico no despertar espiritual

As religiões de origem abraâmica [cristianismo, judaísmo e islamismo] envolveram o sexo de “mistério” [tabu, violência, vergonha e preconceito] com finalidades políticas, para encobrir e controlar a Liberdade original da alma humana.

Consciência e libido estão relacionadas, desde a criação até a morte, em todo o Universo.
Quanto mais uma pessoa estabelece um relacionamento saudável com sua libido, mais livres se tornam seu espírito e consciência.

Tal libertação não é possível se a libido escravizar a mente do indivíduo, e isso é o que a religião faz tão bem: ao apresentar a sexualidade e o corpo como frutos do mal e do pecado, a pessoa é tomada pelo desejo e suas operações mentais passam a girar em torno dele, como uma necessidade inconsciente de saciar algo que nunca tem permissão divina para ser tocado – e se o for, o indivíduo deve punir-se incansavelmente. Tal era o modelo mental da Idade Média até o advento da Modernidade, e ainda continua em muitas famílias de tradições cristãs.

Essas estruturas de funcionamento ainda operam em nosso inconsciente, de modo que o desenvolvimento espiritual dentro da bruxaria precisa, em seu início, trabalhar esta sombra abraâmica no processo de dedicação, para depois, ter início o sacerdócio propriamente dito.

Uma bruxa [um bruxo] nunca se envergonha de sua ancestralidade libertária original.

[Texto: Yasmin Vindaárr]

A libido é a força propulsora que confere vitalidade à Deusa e ao Deus, no eterno Grande Rito a girar na Grande Roda.

Fonte: Tradição de Lilith

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s