O caso Keller – IX

– Desculpe, Lou, eu não consegui segurá-las.

– Tudo bem, Chad. Elas não podem piorar o que está ruim. Lamento, senhoras, por reencontra-las em circunstâncias tão desagradáveis.

– As coisas são como são, Lou. Cabe a nós fazermos deste momento algo agradável. Por exemplo, descobrindo quem matou meu Gil.

– Senhora Lucia, eu acho que posso ser bem franco. O senhor Montmart foi morto pelo mesmo meio que o senhor Mansfield. Descobrindo quem matou Nathan mostrará quem matou Gillian. Então eu lhe peço sua ajuda. Eu preciso de jogo aberto, cartas na mesa. A senhora poderia explicar a sua presença e destas duas senhoras aqui?

– Quanta formalidade. Apenas Lucia. Esta loira você conhece, é minha filha Vera. Teve a infeliz ideia de casar com o senhor Keller. Esta freira é minha outra filha, Maya. Teve a infeliz ideia de casar com um zumbi hebreu.

– Por favor, senhora Montmart, não fale assim do Filho de Deus, de Nosso Senhor Cristo.

– Por que não, Maya? Eu conheço todos os Deuses, todos seus Filhos e todos os Messias. A quem acham que recorrem quando tem problemas? Eles nos procuram. Você desperdiçou seu enorme potencial se submetendo a este Cristo.

– Senhora Montmart, Maya não existe mais. Eu sou a irmã Charity. Por favor, senhor inspetor ignore a falta de educação desta senhora. O senhor certamente é um bom homem temente a Deus, deve se sentir tão ofendido quanto eu.

– Irmã Charity, dizem que apenas Deus é bom e, para ser sincero, eu desconheço o Deus Bíblico. Eu conheço a Lei, a Justiça, a Verdade. Para achar quem matou dois homens, eu preciso que me digam quais suas relações com os finados. Lucia, eu preciso que também diga tudo que sabe.

– Ai que chato. Não vamos começar de novo com discussões religiosas e teológicas, por favor? Lou, eu preferia falar com você em particular. Mas se os presentes forem discretos e maduros, eu não tenho problema algum em falar com você aqui mesmo.

– Ora, ora, ora. Deixe um pouco para mim, Vera. Faz tempo que sua mãe não vê um homem de verdade. Você bem que podia aproveitar, Maya. Cinco minutos nos braços de Lou valem mais do que todos os anos que você passou no convento.

– Mam… senhora Montmart! Não seja indecente!

– Hahaha! A rainha do gelo enfim se quebra! Parabéns, Lou!

– Agradeço, senhoras, mas eu não estou em uma competição e eu não sou Paris. Minha prioridade é meu ofício e as senhoras precisam me ajudar a desvendar esse crime.

– Que chato. Eu conheci Nathan no Albergue. Gillian fazia um tipo de arte que a sociedade não aceita. Quem teve a ideia de usar Nathan como laranja artística foi Maya. Quanta ironia, ela queria salvar a vida dele, acabou o colocando no alvo.

– O Senhor opera por caminhos misteriosos.

– Eu pedi para parar com essa chatice. Meu marido, o senhor Keller, é um novo rico, não tem a nobreza e a fineza necessária para frequentar a Alta Sociedade então ele mais do que solicito aceitou minha indicação. Gillian e outros aceitaram esse canal e esse é nossa única conexão com o finado.

– Isso explica quase tudo, menos os dossiês que Mansfield colecionava. Eu acredito que, quem quer que o tenha matado, deva ter algum vinculo com esses dossiês e as sessões de imersão. Mansfield não tinha capacidade, conhecimento ou inteligência para esse tipo de trabalho. Deve ter uma rede de informações, como uma rede secreta ou espiões, se assim quiserem, que alimentava os artistas com modelos. Eu acredito que as senhoras tem mais a dizer sobre isso e poderiam dizer também os nomes dos demais artistas que faziam parte do esquema.

– Eu concordo, Lou. Vera, você tinha mais proximidade com Nathan, Gillian e os nossos colaboradores. Resolva isso. Por Gillian.

– Tudo bem, Lou. Eu te conto tudo, mas tudo mesmo, mas somente se você for em minha casa, depois de um jantar, algumas doses de bom whisky, dança, música, conversas intimas e sexo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s