Jornada de uma alma – VI

Do que você lembra de seu mundo, perdido, multiplique pelo infinito. Assim como o mundo humano tem diversas formas de vida, no Universo mais ainda. Assim como o mundo dos humanos tem diversas regiões, no Universo tem dimensões, níveis, esferas, dentro das quais bilhões de galaxias, planetas e seres existem. Pobre daquele que acha que a existência se resume ao que sua percepção e conhecimento entendem.

O que o humano chama de Universo é um Cosmo, uma das muitas possibilidades, conversões, formadas das manifestações de energias conscientes. A forma física, dentro destas a que usa carbono, é uma ínfima parcela. Aquilo que você é, de fato, não é restrito ao corpo ou aquilo que você limitatamente entendia por “você”.

Assim se dá com a percepção e conhecimento das coisas. Nós percebemos conforme a nossa natureza, nossa condição, nossa mente, nosso sentimento. De certa maneira, a forma como percebemos as coisas é influenciada por essa essência, essa natureza. Em mundos mais restritos, mais materiais, mais densos, a realidade toma a forma que o espírito coletivo, ou a natureza deste, assim determina. Aqui, neste mundo, sua percepção das coisas ainda não tem vínculo com o espírito coletivo, então tem atendência a perceber as coisas de forma nebulosa, indefinida, sombria. Isto se deve sua natureza humana, ainda arraigada ao modo de vida carnal.

Você encontrou dois perdidos, que chamamos de o padre e o ateu. Existem outras condições, algumas deprimentes, mas não pense que estes perdidos estão sendo castigados ou punidos por algum tipo de justiça divina. Neste nivel de existência, a forma como você percebe, vive e interage com a presente realidade, isto é definido por cada um, visto que ainda tem uma mente individualista, desconexa, egoísta. Cada um cria seu Paraíso ou Inferno, conforme sua mente, sua vontade, seu sentimento.

Com o tempo, mesmo aqueles que negam ou resistem à realidade dos fatos, você haverá de perceber as coisas como elas são. Verá que nomes, rotulos e títulos são recursos mentias para dar forma física a uma imagem, a manifestação energética receberá uma definição, ganhará contornos, textura, sabor, som, cheiro, conforme a idéia que sua mente tem de tal coisa, mas não será a coisa como ela realmente é.

Eu te disse de outros niveis e outras formas de existencia e mesmo de energias conscientes. Chame a estes de espíritos, entidades ou Deuses, se quiser, se assim sua mentalidade limitada precisa defini-los. Mas creia, com o dominio sobre si mesmo, sobre sua vontade, sobre sua mente, sobre seu sentimento, fará com que você seja capaz de criar seu próprio mundo, galáxia, universo ou existência corporal. Se conseguir entender isto, saiba que em todas as formas de existência reside o poder de ser ou um verme ou um Deus. Reside em cada um o poder de existir em um Paraíso ou um Inferno. Não apenas nesta, mas em quaisquer realidades.

Depois da preleção do Supervisor, o clima nebuloso, indefinido, sombrio, se desfez. Era de manhã, havia sol, havia luz, havia calor, havia água, havia vento, havia uma miriades de seres e incontáveis vortices onde mundos pulsavam. Quão pouco sabemos, o tanto ignoramos. Uma ameba não conseguiria definir, perceber, conceber nem entender como é um ser humano e é ridiculo negar que algo superior exista pelo simples fato que não entende ou não percebe.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s