A história de Ishtar – IV

Ishtar tinha todo o poder, toda a riqueza, mas era infeliz porque não tinha Deus que pudesse equiparar a ela. Apesar de muitos terem conhecido seu leito, nenhum pode penetrar seu mais íntimo mistério e Ishtar pedia aos Deuses Antigos, que ela pudesse encontrar um Deus que pudesse arar sua terra. Sua irmã mais velha, Ereshkigal, soube disso e com um disfarce de simples serviçal, segredou a Ishtar que ela somente conseguiria um companheiro se fosse procurar entre os Filhos de Gaia. Ali o boato é de que havia um Deus Touro, descendente legítimo dos Primeiros, era o único Deus Guerreiro que teria a força e a lança para semear o solo de Ishtar.

Foi diante das terras de Indo, o Deus do Rio Leste, que Ishtar encontrou o Deus Touro, Dummuzi. Aquela que era o Amor tremeu, seus lábios umedeceram, seus olhos bilharam, sua pernas fraquejaram. Aquela que era o Desejo sentiu frio, seu coração palpitou, seus seios empinaram, sua flor desabrochou. Mas o Grande Guerreiro não se ajoelhou, as graças de Ishtar não o conquistaram, ele não moveu sua poderosa lança. Ishtar ficou desolada, como pode um Deus resistir a seus encantos? Ereshkigal disfarçada como serviçal deu a Ishtar um poderoso líquido que faria Dummuzi se apaixonar por Ishtar, mas que isto teria um custo. Ishtar serviu cerveja, o líquido dos Deuses, misturado com a poção, sem ter ouvido a advertência. Dummuzi então amou Ishtar, sua lança moveu e o solo de Ishtar abriu, sua semente preencheu e cobriu todo seu vaso. Passaram dias, noites, semanas, meses, debaixo do sol e da lua Dumuzzi e Ishtar não cessavam de celebrar a união.

Mas um dia Ishtar acordou solitária, não encontrou Dummuzi e Ereshkigal, disfarçada como serviçal, disse que Dummuzi morreu. Dummuzi morreu por ter bebido um veneno servido com cerveja para despertar o amor nele. Ishtar enlouqueceu, seu brilho se apagou e sua face escura transbordou. Filha do Deus Coxo, Ishtar exalava fúria e ódio com a mesma força que emanava amor. Toda sua corte fugiu, temendo pela vida, todos seus suditos fugiram, temendo por seus rebentos e Ishatr ficou terrivelmente sozinha. Ela entrou em seus aposentos, abriu uma porta secreta, entrou em sua sala oculta particular e vestiu-se com um elmo, com cota de malha, com armadura, com ombreiras, com braceletes, com caneleiras, com botas, com espada e lança. Ishtar declarou guerra a todos os Filhos das Estrelas por causa de Dummuzi.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s