Eu amo meu senpai – IV

Com Giacomo nos círculos de lutas clandestinas da escola, Gwen conquistou muitos seguidores e inimigos. Ela se tornou a numero um na escola, todas as gangues a temiam, mas não demorou para surgirem alunos de outras escolas, de outras gangues, para desafiar a Akage.

Se fossem apenas lutas clandestinas entre gangues de alunos, tudo ficaria bem. O problema é que gangues de alunos frequentemente estão associadas à gangues de adultos. Não demorou para que Gwen chamasse a atenção da Máfia e da Yakusa. Gwen achou muito estranho os “alunos” que vinham desafiar o campeão que eram muito grandes ou velhos para estarem no segundo ano, mas em um círculo de lutas clandestinas não existem regras. Giacomo teve que enfrentar todos, até os lutadores profissionais.

– Seu italiano burro! Por que continua a lutar?

– Porque você é meu senpai.

– Idiota! Você está lutando com adultos e lutadores profissionais, está quase morrendo em cada luta. Fazer o que eu mando por ser seu senpai é uma coisa, isso é estupidez. Por que faz isso?

– Porque eu amo meu senpai.

Gwen cresceu sem amizade, carinho ou amor. Mas aquilo era demais. Ela acabou gostando de Giacomo também. Ela deu um jeito para apagar as luzes do ginásio, entrou no ringue e fugiu com Giacomo, sumiram do mundo, foram viver juntos em algum lugar nas montanhas, como homem e mulher.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s