Meu daimon – III

Cipriano chegou acompanhado de seus pais e sua avó na Casa di Averno, uma gruta na base das Estepas de Belchite, cuja entrada era resguardada por colunas, arcos, muros e outras construções em ruínas. Diante de uma ara, onde resquícios de muitos rituais repousavam ao redor, dona Serena, chamada Nona Guardia, colocou um cálice de porcelana, duas velas, um incensário. Tertuliano cuidou de amarrar um carneiro jovem. Leucoetea cuidou da bacia de oferenda e de manter a pira acesa. A avó de Cipriano entoou um cântico em uma língua desconhecida, mas que soava familiar para a alma do jovem.

– Agora, queridos, chamem pelos seus ancestrais. Depois nossos ancestrais trazem os daemons e Cirpiano escolhe ou sente aquele que for mais adequado a ele.

Tertuliano entoou os nomes de sua descendência até a sétima geração. Não demorou para aparecerem muitos dos fantasmas com seus daemons. Leucoetea entoou os nomes de sua descendência até a sétima geração. Não dmeorou para aparecerem muitos dos fantasmas com seus daemons.

– Agora é contigo, Cipriano. Olhe bem, sinta, escolha.

Cipriano andou por entre figuras tão distintas, alguns daemons pareciam guerreiros grandes e poderosos, outros pareciam antigos sábios e doutores. Andou até a beira da gruta e, ali escondido na sombra, ele viu pequenos olhos vermelhos. Como tivesse sido chamado, Cipriano aproximou-se para ver de quem eram tais olhos. Viu uma criatura pequena, acanhada, coberta por um longo e grosso pelo negro. Sentindo compaixão, Cipriano tentou conversar com a criatura.

– Olá, meu nome é Cipriano. Você veio com alguém? Você está sozinha? Eu gostaria que você fosse meu daemon, se você aceitar.

A criatura, olhou espantada para Cipriano. Então se ergueu, mostrando que era apenas um pouco menor do que Cipriano e parecia ser uma garota muito peluda. Chegou perto, olhou, cheirou, pegou no cabelo de Cipriano, tocou em seu braço.

– Kelek gosta jovem humano. Kelek fica jovem humano.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s