A volta do exílio – VIII

Tom acordou alguns minutos depois e se deparou com Nelly colocando as roupas dela de volta.

– Acordou, dorminhoco? Não come mel, quando come se lambuza?

– O que aconteceu?

– Finalmente nós nos tornamos um só [risos]. Você no começo é tímido, mas quando se solta, parece possesso.

– Nós…hã…fizemos amor?

– Oh, sim, fizemos, de muitas formas e algo mais. Eu fico feliz que você tenha sido meu primeiro homem.

– Eu fico feliz que você tenha sido a minha primeira mulher.

Nelly fingiu um olhar sério enquanto o ajudava a colocar os sapatos.

– Fique sabendo que eu vou ficar de olho no senhor!

– Quê? Nelly! Você será sempre a única!

Nelly ri. Ela tenta explicar para Tom que em Center Village não há mais padres, nem censura, nem limites, nem regras. Tom ficou com um ar abobado enquanto Nelly lhe explicava que em Center Village havia uma onigamia. Foi dificil Tom superar os traumas sofridos em Metrocity, vai demorar um pouco mais para ele entender como realmente funciona o amor, o relacionamento, o desejo, o prazer. Ela terá muito tempo para ensiná-lo e saberá compartilhar seu amado com outras professoras, quando ele estiver pronto. No final, Tom saberá o que significa dizer que o Amor é a Lei.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s