A volta do exílio – IV

Tom seguiu com seu pai no carro de seus avós, liderando uma fila de outros carros, com seus tios, tias, primos e primas. Tom se encolhia no banco, envergonhado, pois os carros buzinavam e seus ocupantes gritavam e cantavam pelas ruas, chamando a atenção dos transeuntes.

Alguns minutos mais tarde, a arruaça cessou, pois haviam chego na casa dos seus avós. Não era uma casa velha, nem de palha, mas uma bela e sólida construção, algo que ele havia visto apenas em filmes americanos. Todos desceram e foram se espalnado pelo amplo quintal, cada um arrumando ou ajeitando algo. Tom se juntou aos jovens que iam espalhando as tijelas cheias de frutas e verduras pelas mesas. Tom ficou impressionado com a quantidade e variedade de comida.

– Vocês devem ser todos ricos!

– Hã? Que? Ah! Que nada, querido. São coisas que nós plantamos ou trocamos com os vizinhos. Isso custa caro na cidades grandes porque não são capazes de produzir a própria comida. Não é engraçado? São tão esnobes, pretensiosos e arrogantes. Mas sem nós, não comeriam.

Não demorou a aparecer também carne, frango, peixe, porco, preparados nas mais diversas formas. Também vieram pães, tortas, bolos e doces, de diversos tamanhos, cores e sabores. Algo assim só poderia ser apreciado em restaurantes chiques, a preços exorbitantes. Os adultos tinham cerveja em barris, de todos os tipos. Os jovens saciavam sua sede com suco de frutas, sem açucar ou adoçante. Tom não se fez de rogado e comeu um pouco de tudo. Ou pelo menos o que ele conseguiu comer. Depois, mais música, cantoria e danças. Foi então que sua tia Gladys aproximou-se.

– Tom? Venha cá, Tom. Esta é minha filha e sua prima Nelly.

Tom olhou distraidamente para o lado, para ver sua tia e sua prima. Assim que seus olhos pousaram na figura de Nelly, seu corpo parecia ter recebido uma descarga elétrica. Seus olhos se turvaram, sua boca ficou seca e seu estômago ficou embrulhado. Se ele se esqueceu de Nelly, por coisas que aconteceram em sua vida em Metrocity, seu corpo não a havia esquecido.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s